sábado, 3 de novembro de 2012

Transformação Social: A internet e os novos meios de comunicação como ferramenta na luta popular



Transformação Social: A internet e os novos meios de comunicação como ferramenta de luta popular.

Desde o início do século XXI, as mobilizações sociais vêm sendo direta ou indiretamente 
influenciadas pela Internet e/ou pelo envio de mensagens de textos via celular. No ano de 2001, 
por exemplo, os filipinos organizaram protestos através de “torpedos” com o objetivo de cassar o mandato do presidente Joseph Estrada. A partir desta conquista, o uso destes recursos passou a ficar cada vez mais visível na nossa sociedade. Em muitas lutas sociais como, por 
exemplo, acampamentos em lugares públicos para reivindicar direitos, o uso de torpedos torna-se 
necessário para que tudo venha a dar certo, muitas vezes essas mensagens facilitam a 
organização da atividade, sobretudo a segurança dos militantes que desejam acampar.
Os encontros em lugares secretos para planejar algum “golpe”, como o que faziam os 
estudantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) durante a Ditadura Militar no Brasil para dar 
fim a tal Regime, praticamente não existem mais nos dias atuais. As reuniões que as pessoas 
realizam atualmente são através de telas, seja a do computador ou a do celular, onde publicam 
mensagens e organizam manifestos talvez mais resistentes que aqueles estruturados durante 
encontros em lugares previamente estabelecidos. 
É notável na história que muitos desses jonvens mártires na luta popular foram torturados e 
mortos ao fazer essas reuniões secretas.  Hoje muitas pessoas podem se conectar através de 
redes sociais tanto para planejar e discutir  idéias quanto para organizar suas reivindicações sem 
ao menos sair de casa.  O que diminui o fato de colocar sua integridade física em perigo, pois 
existem vários relatos de militantes de várias organizações sociais que ainda são perseguidos 
por aqueles que detém o poder do capital e controlam a grande mídia.
Aqui em Curaçá, na Rádio Comunitária CuraçáFM, devido denúncias constantes sobre a má 
gestão de um ex-Prefeito ocorreram também perseguição aos comunicadores, onde em um certo 
dia um comunicador que estava fazendo sua programação diária foi surpreendido por 
representantes do governo local que queriam fechar sem nenhuma autorização legal a Curaçá 
FM, o locutor aproveitou para deixar o microfone ligado para que os ouvintes escutassem o que 
acontecia, e isso deu certo, em pouco tempo em frente da rádio várias pessoas sensibilizadas 
vieram mostrar seu apoio em defesa da Rádio. 
Desta forma, é inegável que esses meios de comunicação geram benefícios para as relações 
sociais. A Internet, inclusive, possibilita que as pessoas planejem silenciosamente as revoluções 
de que a nossa sociedade tanto precisa e anseia. Como prova disso também estão as 
manifestações ocorridas no Mundo Árabe e que se deram de uma maneira muito mais rápida do 
que os protestos contra a Ditadura Militar no Brasil. Isto se justifica pelo fato de que as 
revoluções ocorridas no Mundo Árabe utilizaram-se das redes sociais para sensibilizar a 
população, enquanto os contrários ao Regime Militar no Brasil não detinham de tal recurso. É 
esta a principal vantagem do uso da Internet e dos novos meios de comunicação diante da 
inclusão de pessoas e povos nas relações sociais.
Assim, a Internet possibilita, através das redes e das mídias sociais, o intercâmbio de 
informações entre pessoas do mundo inteiro em segundos. Trata-se de um recurso que prima 
pela inclusão de todos, em âmbito mundial. É os “olhos e ouvidos” de um planeta que exige 
mudanças com urgência. A Internet tudo vê e tudo sabe. Certamente, se os 
manifestantes que repudiavam a Ditadura no Brasil detivessem dos mesmos recursos que os 
reivindicantes do Mundo Árabe, o Regime Militar não duraria 21 anos. Talvez não durasse nem 
segundos.

Por Adriel Duarte, Membro do Fórum de Comunicação Social e Locutor da Rádio Comunitária CuraçáFM. 


Escreva-nos você também e participe dessa luta em defesa democratização da comunicação. Envie seu texto para o email: bfbduarte@hotmail.com







Um comentário:

  1. É importante também que aqui se aprimore nossos debates, boa leitura!

    ResponderExcluir